Um artista ao cair da tarde

file941239197275

Ficou sentado na cadeira por uns minutos. Calçou pantufas brancas e foi até a sala. Ligou a tevê, assistiu um pouco do programa de culinária. Levantou-se. Pegou o telefone e discou.

– Alô?
– Oi, Bela. Sou eu, Max. Acabo de acordar.
– Oh! Oi, Max. Tudo bem?
– Não, Bela. Não está tudo bem MESMO. Estou me sentindo mal de novo. Hoje acordei e me lembrei do Apolo. De quando acordava ao meu lado, meu bebê. Sinto a falta dele, Bela. Parece que perdi não só um amante, mas também um filho, não sei…
– Max, não chore assim, bebê. Apolo está aqui, sabia?
– Jura?!
– Sim, mas está estranho.
– Será que está sentindo minha falta?
– Não sei.
– É tão triste. Vou passear um pouco pra espairecer.
– Beijo, amigo.
– Beijo, amiga. Não fale de mim pra ele.

Vestiu uma camisa de linho, calça social roxa e sapatos bem engraxados, como sempre, e sem meias. De carro, foi até o shopping. Ficou olhando as vitrines, lojas de roupas, de móveis… Na livraria, uma senhora lhe reconheceu, apesar dos óculos escuros:

– Você não é aquele artista famoso, Maximus Siena?

Ele abriu um sorriso. Sempre fazia isso quando reconhecido.

– Ah, sim. Sou eu mesmo.
– Nossa! É mais bonito pessoalmente. Será que posso tirar uma foto com você?

A sobrinha da senhora fotografou os dois. Ela agradeceu e se foi. Maximus ficou rindo e folheando um livro da Taschen. Como de costume, foi até uma megastore. Procurou CDs de sua autoria para ver se ainda estavam em circulação. Achou dois: “Maximus Siena e Orquestra” e “Maximus Siena – as 20 mais”. Numa perfumaria, comprou seu frasco francês predileto e creme para rugas.

Foi ao banheiro. Olhou-se no espelho e notou alguns cabelos brancos. “Isso precisa ser consertado”! Lavou as mãos demoradamente na pia, observando os homens que entravam e saíam dos mictórios. Um jovem de cabelos cacheados começou a mijar.

Maximus postou-se ao lado dele. Colocou as sacolas no chão e abriu a braguilha. Ficou observando o rapaz de rabo de olho. Ali já havia feito muitas brincadeiras. “Não tem problema”! Já aparecera na mídia por escândalos assim, mas – “que se dane!” – estava mesmo em decadência. Encarou o rapaz. Porém, ao contrário de outras vezes, sua investida foi rejeitada.

– Que foi?
– Nada, só pensei que estivesse à procura de diversão… Desculpe.
– Cê é viado?

Maximus Siena ficou calado. Bocejou e apanhou suas sacolas.

– Cê é viado, filho da puta?!
– Olha! Faça o favor! Já lhe pedi desculpas!

Estavam só os dois no banheiro. O jovem empurrou-o até uma das cabines e fechou a porta. Os perfumes caíram no mictório. A primeira pancada foi no nariz, que já tinha duas cirurgias plásticas.

– Bofavor! – gritou Maximus Siena.

Levou socos na nuca, nas costas. O nariz despedaçando-se feito casquinha de sorvete. O impacto das pancadas fez com que caísse de cara no vaso. O jovem pressionou sua cabeça na água e apertou a descarga. Uma cachoeira afogando-o. Não conseguiu lutar.

Retornou ao primeiro show que fizera na televisão. Os cabelos chacoalhando em preto-e-branco num programa de calouros. Lembrou da mãe lhe dando gravatas, lembrou-se do Natal e… De Apolo.

Horas depois, o banheiro foi interditado, e muitos policiais passeavam pelo shopping. O agressor sumiu. O cadáver de Maximus foi retirado de dentro da cabine. A cara roxa combinando com as calças.

Bela estava em seu luxuoso apartamento na Paulista. Embaixo de um cobertor, assistia Sônia Abrão e comia rodelinhas de cenoura. A apresentadora falava sobre o assassinato do shopping. Assustada, viu a identidade do amigo ampliada na tevê. Que vexame, seu nome verdadeiro era Alfredo Siena.

Sem interesse, desligou. Lembrou-se do quanto Max podia ser desagradável: “você não passa de uma puta atrás de rolas cheias de dinheiro, menina!”. Apolo parecia inquieto, mexia o rabinho de um lado pro outro enquanto latia na varanda.

(Lucas Formaglio)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s