Multidão

painting-835782_640

O pintor parecia perturbado pela tela em branco no meio da sala. Embora todas as outras estivessem cheias, aquela ali, vazia, representava a aridez de suas ideias. Sentou-se na banqueta à frente do problema e resolveu que ia pintar a primeira coisa que lhe viesse à cabeça, resolvendo aquilo de uma vez.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Começou a pintar pessoas. Pintou uma pessoa, depois outra pessoa, pintou mais uma pessoa, outra e mais uma. Eram pessoas de todas as cores, estilos, formas e tamanhos. Só se deu por satisfeito quando não cabia mais ninguém ali. Então viu que tinha arrumado outro problema: a tela continuava a lhe irritar.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
“Isso não está legal. Essas pessoas parecem estar sofrendo muito com a falta de espaço. Preciso resolver”.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Era verdade. As pessoas na tela estavam se esmagando, claustrofóbicas e amarguradas.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
“Bom, se eu apagar algumas dessas pessoas, liberaria espaço para as outras, e assim ficaria resolvida a questão”.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Mas ele jamais faria aquilo, não era só um artista, era um humanista acima de tudo, e essas ideias malthusianas não lhe soavam bem.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Lembrou que tinha algumas telas em branco sem uso. Com uma fita, colou uma de cada lado da composição principal.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
“Pronto, essas pessoas vão perceber que tem mais espaço para os lados e para cima. Então vão migrar para as telas novas, onde terão mais conforto e tranquilidade. É questão de tempo”.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Algumas horas se passaram e nada acontecia. Nenhuma movimentação.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Então o pintor ficou realmente irritado. Pegou a tela, abriu as cortinas e arremessou de forma atlética pela janela. O objeto foi rodando pelo ar, e os personagens iam saltando a cada giro dele. Todos conseguiram pular até que a tela caiu no asfalto.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O pintor já tinha esquecido daquilo quando escutou uma barulheira. Eles tinham se amotinado na frente do seu portão e começado uma cantoria:
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
“♫ Sempre estaaar láaaaaaaaa

E ver ele voltaaaaaaar

Não era mais o mesmo

Mas estava em seu lugaaar ♫”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s