ONDE COMPRAR?

Para comprar a coletânea de contos A Penúltima Edição ou os livretos colecionáveis das Penúltimas Espécies, basta acessar a nossa loja:

apenultimaedicao.tanlup.com

O livro A Penúltima Edição está na loja virtual da Banca Tatuí http://www.bancatatui.com.br/categorias/livros/a-penultima-edicao/

Também é possível adquirir exemplares na UGRA PRESS, Rua Augusta, 1371 – loja 116 – Galeria Ouro Velho – São Paulo – SP

SINOPSE

LIVRO_CAPA_CONTRACAPA_FINAL.indd

“A Penúltima Edição”, desdobramento do projeto literário iniciado com “A Última Edição”, é uma antologia subversiva, a começar pelo título, que embaralha a ordem cronológica. Da mesma maneira, este volume com 16 contos recusa qualquer enquadramento, é composto por fios soltos, heterogêneos e imprevisíveis como conversas tarde da noite regadas a álcool. Todos operam algum tipo de desordem. “Vlag Hotel” renova com a aura do sexo o gênero das histórias de castelos mal-assombrados, mas aqui se trata de um hotel decadente da cidade grande, com o interior corroído por perturbadoras manchas.

A história manjada do progenitor violento se transforma, em “Meu Querido Pai”, na comunhão perversa possível entre pai e filho. “Anti-Santos”, relato de suspense sobrenatural, traz tipos ambíguos (como o matador de atendentes do INSS) cultuados popularmente depois de mortos e que, talvez, no inferno intercedam por nós. No hilário “Trotes de Nostradamus”, as profecias do mago servem a um propósito irreverente. O humor e o disparate alcançam um pico no ritmo de “Deixa o Menino Queimar”.

Uma metáfora de uso cotidiano é desenvolvida de forma literal e engraçadíssima em “Fome Inerente”. A tensão no diálogo entre um homem e uma mulher se acumula como que a conta-gotas em “Intervalo”. Em “De Volta às Telas”, um velho ator de novelas, agora no ostracismo, parece enredado num jogo de máscaras.

Lidas em conjunto por alguém que senta-se para percorrer sua edição da primeira à última página, essas e outras penúltimas narrativas causam a ilusão de uma noite vertiginosa em que os convivas vão do riso às lágrimas, da recordação ao delírio – as anedotas e histórias de fantasmas contadas pelos companheiros de copo intempestivos mesclando-se à programação ao mesmo tempo familiar e bizarra da TV sempre ligada.

CONTOS

Melodia | Rodrigues
De volta às telas | Lucas Formaglio
Intervalo | Rogerio Brugnera
Fome inerente | Pedro Luna
Fios de macarrão | Sérgio Ferrari
Chicken | Lucas Formaglio
Alimento | Sérgio Ferrari
Os trotes de Nostradamus | Sérgio Ferrari
Anti-santos | Fernando A.
Meu querido pai | Pedro Luna
Certa magia | Fernando A.
Vlag Hotel | Rodrigues
Um artista ao cair da tarde | Lucas Formaglio
Recordações desvairadas de três funerais | Fernando A.
(+ “Quarentena” e “Deixa o menino queimar”)

DADOS

Autor: Rodrigues, Fernando A., Sérgio Ferrari, Rogerio Brugnera, Lucas Formaglio e Pedro Luna
Idioma: PORTUGUÊS
Editora: A Penúltima Edição
Assunto: Literatura Nacional – Contos
Ilustrações: Vinicius Silva e Kellen Carvalho
Diagramação: Kellen Carvalho
Edição: 1
Ano: 2015

LIVRO ANTERIOR: A ÚLTIMA EDIÇÃO (atualmente esgotado)

SINOPSE

Uma volta pela mente de cinco novos autores que subvertem datas e personagens históricos e passeiam pelo espaço urbano com um toque de surrealismo

2

“A Última Edição” é um livro que reúne 12 contos de cinco ficcionistas. Escrita por Sérgio Ferrari, Rodrigues, Fernando A., Lucas Formaglio e Rogerio Brugnera, a obra apresenta diversos estilos diferentes. Algumas histórias passeiam pelas urbes do país, de norte a sul, onde os autores brincam com os tipos que as compõem. O casal que se conhece embaixo da marquise enquanto esconde-se da chuva, os 33 suspeitos investigados em uma pastelaria, um cientista cearense que acaba criando um buraco negro, além de um operário violento que começa a ver máquinas em todo lugar. A antologia ainda subverte fatos e personagens históricos como a Revolução Cubana e a vida de Sebastiana de Mello Freire, conhecida como Dona Yayá.

O livro engana o leitor desde o começo. A despeito do título, trata-se, na verdade, de uma primeira edição, um esforço conjunto de escritores que pouco têm em comum estilisticamente. Uma boa dose de absurdo permeia muitas dos contos – mas é a diversidade que pauta a compilação. O olhar e o estilo singular de cada ficcionista se somam, criando universos tão distintos quanto imagéticos em que, muitas vezes, o que parece banal revela não sê-lo.

É neste cenário plural que desfilam tipos como a personagem Lenise Pataróca, do conto “Por Causa do Mini Buraco Negro, Lenise Virou Linese”, escritora parnasiana de prestígio e vizinha de um cientista de garagem; reis suburbanos como Sivâncio (“cartola de barbeiro, jogador de biriba, sex appeal do Jabaquara”), investigados em “Trinta e Três Suspeitos”; Lorencio, o irmão cabrón de um refugiado cubano acolhido em Miami pelo primo michê, de “Encontro com Fidel”; e a detetive perturbada pela história de Dona Yayá, personagem histórica de São Paulo, de “Desatinos de um Noir Invertido”, entre outros.

A publicação resulta de um projeto organizado pelos escritores Sérgio Ferrari e Rodrigues, oriundos da comunidade Contos Fantásticos (CF), criada pelo autor Rubem Cabral em 2010 através do Orkut. Buscando fugir do óbvio e dos padrões encontrados no estilo, a coletânea conta com textos de vanguarda, rápidos e com grande fôlego.

FICHA TÉCNICA

Autores: Rodrigues, Fernando A., Sérgio Ferrari, Rogerio Brugnera, Lucas Formaglio
Idioma: PORTUGUÊS
Editora: A Última Edição
Assunto: Literatura Nacional – Contos
Ilustrações: Vinicius Silva
Diagramação: Kellen Carvalho
Edição: 1
Ano: 2015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s